Comunidade Crie Futuros

Comunidade e Atividades do Movimento Crie Futuros

A cultura contemporânea urbana, com toda a sua riqueza multidisciplinar permite ser vivenciada em todas suas atividades, por meio de conceitos baseados no trinômio do bem-estar: moda, praticidade e conforto.

Compreender essa diversidade do comportamento e consumo, identificada através da unicidade dos grandes centros, induzidos pelo crescimento e pela exposição das influências globais, faz com que seus residentes convivam com um estilo de vida mais móvel. (tendência de Micropolitans).

Os nautas destas grandes urbes estão passando por um processo de translação entre “era do conhecimento” para a “era da consciência”, onde a divisa é desfrutar com qualidade uma vida de prazer e conforto. Sentir-se à vontade é a nova ordem da temporada. Com tecidos maleáveis, modelagens ergonômicas e sobreposições certas, tudo com muito estilo.

O retorno a um espírito cultural, marcado pela simplicidade, purismo e depuração de linhas, mas cheio de valores imateriais, dão origem a um espírito leve, versátil e aprimorado. O destino deste consumidor não surge do nada, mas da confluência de fatores psicológicos, sociólogos, demográficos e econômicos.

Através dessas influências mútuas é possível identificar no cenário global as convergências de moda e comportamento que influenciam os diversos conceitos de design do produto: conforto, adequação e beleza.

O fascínio por um equilíbrio neutro, onde a geometria funcional do corpo e a comunicação do design, desejam simplificar o mundo, num ambiente orgânico, táctil e sensorial, personifica a essência da vida global e do “lifestyle” contemporâneo.












Um tema sensorial e consciente que presta homenagem à harmonia entre a natureza e o indivíduo, exterioriza a necessidade da função, ergonomia e ética, para reencontrar, ou para encontrar o autêntico e absoluto bem-estar.

A criatividade manifesta-se no conceito de fusão entre o elemento design e estilo, com o objeto de funcionalidade e performance, que atribui ao produto moda um elevado grau de diferenciação.
O seu potencial competitivo resulta em almejar formas protetoras, envolventes, flexíveis, elásticas e cômodas. Já, a sua aplicação, visa adequar os fatores estéticos aos tecnológicos, para proporcionar a concepção ergonômica de produtos, que atendam as expectativas sociais e as necessidades fisiológicas de seus usuários.

A consciência humana faz apelo à procura pessoal da praticidade e da proteção, num ideal “eco-living”, ético e coerente, numa mistura de emoção e equilíbrio para função mais orgânica. Em resposta ao stress do cotidiano, surge a união de uma silhueta confortável e extremamente envolvente a um novo espírito cosmopolita. Sentir-se bem é fundamental!

O conceito de bem-estar ético é fruto exatamente da junção entre estar em harmonia não apenas com si mesmo, mas também com os outros e o planeta. Isso pode ser observado com o surgimento de uma nova atitude de vida, que combina desenvolvimento inter-pessoal e espiritual, respeito ao próximo e ao meio ambiente, além da busca por uma rotina mais saudável.

Estética aerodinâmica proveniente dos universos do “ski” e do “snowboard”. Este “activewear” de vanguarda, renova-se através de novos grafismos em cinzas e pretos urbanos. Tratamentos de superfícies e costuras seladas, cortes, por vezes localizados estrategicamente, de forma a providenciar ergonomia e conforto, revelam-se na essência da performance e sustentabilidade, transporte facilitador da vida metropolitana.

Com a rápida fusão da moda e tecnologia, o futuro quanto ao desempenho e função fisiológica dos materiais inteligentes, sempre terá como objetivo, melhorar a atuação e a liberdade de movimentos do usuário, aspectos cada vez mais incorporados e indissociáveis na concepção do produto sustentável.

Exibições: 27

Comentar

Você precisa ser um membro de Comunidade Crie Futuros para adicionar comentários!

Entrar em Comunidade Crie Futuros

© 2019   Criado por Lala Deheinzelin.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço